FODENDO A GORDINHA SAFADA NO FORRÓ

Olá Sras e Srs. Tudo bem com vocês?rnEstou aqui para escrever esse conto real que aconteceu no último dia 1805, mas antes gostaria de falar um pouco de mim.rnrnMe chamo Victor (nome fictício), 1,87 de altura, 95 Kg, pardo, olhos castanhos escuros e cabelos pretos, casado, mas adoro putaria fora do casamento.rnToco contrabaixo em uma igreja e foi esse o ponto inicial desse meu conto.rnrnTenho um colega chamado Charles, que toca forrá em alguns bares na zona leste de São Paulo. Certo dia, ele me ligou e perguntou se eu não queria ir tocar com ele em um bar em São Mateus, pois ele estava sozinho nesse dia e ganhar uma grana. Como minha situação não está das melhores, aceitei, mesmo não sendo meu estilo de música preferido..rsrsrnrnChegamos lá por volta das 23:00 e seriamos os ultimos a tocar. Era um bar bem simples e devia ter umas 100 pessoas, o forrá já estava comendo solto e já se via uma galera bem solta na pista. Subimos no ?palco? (entende-se como uma plataforma de madeira de 1m de altura) as 2 da manhã e tocamos por mais de 1 hora e voltamos para uma salinha, onde ficam as pessoas que irão se apresentar, afinando os instrumentos ou comendo alguma coisa. Sá o Charles e eu estávamos la dentro.rnrnUm certo momento, a porta abre e entra uma mulher com um vestidinho preto, tomara que caia bem apertado, gordinha, negra, com as coxas bem grossas e um par de seios deliciosos, suada e chapada. Não era muito bonita, mas era uma delicia.rnrnEla foi pra cima do Charles e ao virar de costas, vi que o vestido dela estava no meio daquela bunda deliciosa, deixando a poupa a mostra. Ela deu um beijo nele e depois foi me beijar também, mas já sabiamos o que ela queria. Charles trancou a porta e puxou ela pelo braço e deu um beijo na boca dela, e eu sem perder tempo, já cheguei por trás e comecei a encoxar e esfregar meu pau naquele rabo gostoso.rnrnEnquanto ela o beijava, já foi abrindo o ziper da calca dele e tirando o pau dele pra fora. Fiquei ao lado dele e ela começou a fazer o mesmo comigo. Ao tirar meu pau pra fora ela ajoelhou e começou e me chupar, e que chupada. Engolia, tirava da boca e cuspia e voltava a engolir enquanto punhetava meu amigo, depois alternava, chupando o pau dele e me punhetando. Algumas vezes tentava enfiar os 2 na boca, mas não conseguia, meu pau não pe grande, mas é bem grosso (18x8). Quase gozei com aquele boquete!!!rnrnSentei em uma mesa que tinha por lá e ela continuou me chupando enquanto Charles se colocava atrás dela pra fode-la. Ele começou a estocar forte, tanto que sua cabeça batia na minha barriga e ela gemia com meu pau enfiado em sua boca, o que me deixava com mais tesao ainda. Passei a foder sua boca também, enfiando meu pau com força e batendo na cara dela com meu pau duro. Ela pedia mais, nos chamava de machos e dizia que queria ser fodida a noite toda!!! Que putona!!!rnrnTrocamos as posições, agora era a minha vez de foder aquela buceta, mas ao ver aquela bunda grande, deliciosa na minha frente, tive vontade de foder aquele cuzinho dela, mas ao colocar a cabecinha ela disse que me daria outro dia, então, me conteitei com a buceta mesmo. Fodia horas com força e horas tirando tudo e enfiando devagar. Senti ela se contraindo varias vezes, gozando com nossas picas duras. Vi Charles segurando ela pelos cabelos e forçando seu pau dentro de sua boca e gritando, gozando gostoso na garganta dela. Passei a acelerar as estocadas e coloquei ela de joelhos a minha frente e fazer uma espanhola. Comecei a bombar nos peitoes dela (grandes e durinhos...hmmmm, como eu adoro gordinhas!!!) e gozei neles, os jatos lambuzaram o rosto e o pescoço, que depois ela passou os dedos e os limpou com a língua. Em seguida chupou nosso pau para limpar toda a porra neles. rnrnDepois que gozamos ela simplesmente se levantou, se limpou com uma toalha que estava lá, ajeitou a roupa, mandou um beijo para nás, destrancou a porta e foi embora.rnrnO bar já estava vazio e estavam arrumando as mesas. O dono do bar pagou nosso cachê e perguntou se a noite foi boa, sorrindo (Tenho certeza que ele sabia o que estávamos fazendo no ?camarim?). Sá sorrimos de volta e fomos para casa, bem contentes...kkkkkkrnrnBom, é isso galera. Espero que tenham gostado desse conto.rnQuem quiser me contatar para trocarmos contos, bater um papo ou simplesmente falar putaria. KkkrnMe mande um e-mail ou add no MSN.rnVICTOR.LIONHEART@HOTMAIL.COMrnrnUm forte abraço e até a práxima!!!!