MATEI O TESÃO DA COMADRE

sempre tive uma queda por mulheres, entre elas elas duas amigas minhas super safadas desde de nova. rnO conto que vou descrever aqui é verdadeiro!rnrnA minha comadre é uma morena com cabelões, que vive de shortinho mostrando as pernas e a barriga sarada, um espetáculo de mulher!!rnrnEsses dias ela me ligou, perguntou se eu estava fazendo nada e se queria ir pra lá, mais que se fosse levasse umas cervejas, como era de costume agente beber no portão, nem liguei, comprei 5 garrafas de litro e fui chegando lá, ela estava arrumando casa com um vestidinho ernsem calcinha, fez questão que eu visse, fiquei quieta, começamos a beber e as crianças (ela tem 3) no quintal brincando com a mangueira d'agua, começamos a ficar ''alegres'' por causa da bebida e ela toda hora se insinuava pra mim e eu quieta, até a hora que ela pediu pra mim fazer uns aperitivos pra gente, fui até a cozinha cortar a calabresa e imaginando loucuras já. Até que ela veio e começou a falar da linguiça que era grossa e eu rindo, mais ai ela foi e falou ''quer ver uma coisa mais grossa?'' eu fiquei curiosa com o que poderia ser e aceitei ver. veio ela com um consolo de borracha a aparência era de pênis de verdade, eu olhei ''que isso minha amiga? sabe que quando bebo fico mais atiçada'' ela é mesmo lambeando o beiço, aquilo já subiu um tesão louco, ela foi e mandou eu encostar no balcão da cozinha que ela ia me botar em mim, a principio fiquei preocupada por causa das crianças aparecerem, mais logo me rendi ao pedido dela no pé no meu ouvido, encostei no balcão e abri as pernas pra ela, meu short era de tecido mole e a minha calcinha de elástico, ela botou eles pros lado, cuspiu no consolo e penetrou bem devagar na minha xota que a essa altura estava lambuzadíssima... ela olhando nos meus olhos com cara de puta já, eu louca de tesão naquela vagabunda! até que uma das crianças veio chorando, imediatamente ela parou e eu voltei pra pia escorrendo todo aquele mel quentinho pelas pernas, foi ai que ela teve a ideia de mandar a mais velha pra casa da bisavá, colocou o caçula pra dormir e o do meio ficou lá fora. foi aí que começou a putaria gostosaaaa!!! Ela me botou no sofá e começou a me chupar e enfiar o seu consolo em mim eu gemiaaaa loucaaa de tesãããooo, foi quando não aguentei e dei um urro estava gozando no consolo e na boquinha maravilhosa dela, foi uma delicia!! aí eu falei ''minha vez'' botei ela no sofá com a xota bem na pontinha e comecei a passar a linguiça lentamente no grelinho dela que nessa hora estava durinho mostrando que ela estava morta de tesão, foi ai que fui aumentando a intensidade das linguadas naquele grelo, na xota e no cú ela super puta ficou gemendo e puxando meu cabelo, me xingando de piranha, vagabunda... eu escorrendo de tão molhada que estava. rnContinuei alucinada a chupar aquela xota carnuda, coloquei o consolo na xota e fui lentamente dedando o cú dela fazendo a piranha gritar de tesão! Até que ela não aguentou e avisou que ia gozar pra mim colocar devarzinho o consolo, ela foi dando pro pau como se tivesse quicando num pau de verdade e eu chupando aquele grelo dela e ela começou a ficar mole gozando... Eu fiquei louca com aquilo! esperei ela se recuperar, olhei no fundo dos olhos dela ''POSSO CONTINUAR??'' ela lambendo os beiços afirmou com a cabeça, então eu coloquei ela de pé, sá com uma perna no sofá e comecei tudo lentamente... aí veio o filho e paramos, ela colocou ele pra dormir, mais me olhando, ele dormiu ela colocou na cama, quando ela voltou já estava me tocando e chupando aquele consolo sentada no chão, ela veio e jogou a buceta toda enlambuzada na minha cara, fui lambendo e chupando aquele liquido sem deixar nadinha pra traz e ela rebolava na minha cara com aquela xota maravilhosa... foi uma tarde incrível, nunca imaginei fuder aquela xotinha dela daquele jeito! rnrnNa práxima eu conto como foi a segunda vez, sendo que a segunda incluiu um homem!! outra historia maravilhosa!!rnrnespero que tenham gostado e aproveitando pra tocar bastante!!